Suco verde: uma história de amor

11:00



Neste post vou contar um pouquinho da minha experiência com o suco verde e mostrar minhas receitas favoritas dessa bebida. Acreditem, eu demorei para começar a consumir esse suco porque tinha certeza de que ele era ruim. Agora, me expliquem: por que colocamos barreiras em alimentos que nunca provamos, nem sabemos qual o sabor, mas dizemos fielmente que não gostamos, sem ao menos ter experimentado? Menciono isso porque eu sempre fui assim, e demorei bastante para incluir muitos alimentos naturais no meu cardápio devido a esses paradigmas. Alimentos que hoje são fundamentais e que não vivo sem.
Minha história de amor com o suco verde começou em 2013, quando uma amiga próxima, observando toda minha mudança, comentou sobre ele, garantindo que era gostoso. Eu, apesar de bastante desconfiada, resolvi experimentar esse suco de que tanto falavam, mas que eu achava uma perfeita maluquice. E adivinhem? ADOREI! Desde então, consumo essa bebida todos os dias em jejum, sem intervalo, ou seja, é todo dia mesmo, gente. Meu marido o chama de suco de mato, e minha mãe, de suco do Hulk – amo a criatividade deles!

Faço todos os dias, mas já mapeei os lugares em São Paulo que vendem esse tipo de suco pronto, para as situações em que não consigo fazê-lo (mas isso é a exceção da exceção!). Compartilho agora com vocês as minhas receitas dessa maravilha.

Para começar, na minha opinião, os pontos mais importantes são: colocar couve orgânica, usar alguma semente para diminuir o índice glicêmico e NUNCA coar. A minha receita mais famosa é esta aqui:

  •          Couve orgânica – 2 folhas (sim, precisa ser orgânica! Isso é primordial para o sabor, e o seu organismo irá agradecer)
  •          Semente de chia – 1 colher de chá (chia é a minha preferida, mas às vezes uso a linhaça dourada)
  •          Abacaxi – 1 rodela pequena (a fruta você pode adaptar. Também uso uva verde, kiwi, laranja, lichia ou pera)
  •          Maçã – 1/2 com casca
  •          Gengibre – a gosto
  •          Hortelã – a gosto
  •          Água filtrada – 300 ml.
  •          Água de coco – 300 ml.

Coloque tudo picadinho no liquidificar, bata bem e consuma-o com bastante calma, fazendo deste um momento de prazer mesmo. Sinta todo o seu organismo recebendo esse suco e funcionando perfeitamente – acreditem, isso dá muito certo e espanta qualquer mau humor matinal.
Essa é a receita que mais gosto, que faço diariamente, mas esse suco varia conforme a criatividade de cada um. As regras básicas são:

·    Uma folha escura (couve orgânica, salsa, aipo, espinafre, hortelã etc.)
·    Uma semente (chia, linhaça marrom/dourada etc.)
·    Fruta e/ou legume (maçã, abacaxi, kiwi, uva, pera, lichia, pepino, cenoura etc.)
·    Base líquida (água, água de coco, chás gelados etc.)

Enfim, as possibilidades são muitas e vai do gosto e criatividade de cada um. Que tal fazer a sua receita e depois voltar aqui para me contar? ;)

Espero que tenham gostado.

Curtam, comentem e compartilhem! 

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Instagram